Tecno Masters
Image default
Sem categoria

Estudantes criam software para detecção de sarcasmo

Uma equipe de estudantes desenvolveu um software de aprendizado de máquina feito para conseguir quebrar um dos principais desafios em processamento de linguagem natural: o reconhecimento de sarcasmo.

O software foi chamado de TrueRatr, fruto de uma colaboração de estudantes da Universidade Cornell que participavam de um desafio tecnológico, e da Bloomberg. O projeto foi originalmente pensado para detectar críticas negativas irônicas a produtos vendidos online, mas a ferramenta teve seu código aberto, o que significa que ela pode ganhar novas aplicações no futuro (quem sabe um detector de sarcasmo no Facebook? Seria útil…).

O trabalho complexo vai contra as pesquisas antigas sobre o que define o sarcasmo. Tentativas anteriores se baseavam em palavras e expressões que serviam como pistas, como, por exemplo “yeah, right” (que seria similar a um “ah, claro” no bom português sarcástico). No entanto, a nova pesquisa se baseia na “troca de sentimento”, que é o uso de palavras positivas e negativas ao mesmo tempo.

Christopher Hong, mentor da equipe de estudantes, e que já havia pesquisado a detecção de sarcasmo, dá o exemplo da seguinte frase: “eu adoro quando gritam comigo”. “Adorar” é um sentimento positivo, enquanto “gritar comigo” é algo negativo. Assim, a frase deve denotar o sarcasmo.

Com esta base sentimental, o sistema foi treinado e pode ser testado. O resultado foi de 71%, o que, apesar de não ser excelente, é melhor do que um cara-ou-coroa, indicando que não se trata de adivinhação ou sorte. No entanto, a base de comparação foi relativamente pequena, com apenas 50 avaliações comuns e 50 avaliações sarcásticas de produtos na Amazon.

Os desenvolvedores decidiram transformar o TrueRatr em algo útil para o consumidor comum: uma ferramenta capaz de filtrar e corrigir a distorção causada por avaliações sarcásticas em aplicativos do Mac OS X e iOS. O algoritmo analisa as avaliações e tenta eliminar aquelas que considera sarcásticas para fazer com que o índice seja mais honesto. Por exemplo: o aplicativo da Uber, quando removidas as análises sarcásticas, teve sua nota aumentada de 3,5 estrelas para 4. Ao mesmo tempo, o jogo Grand Theft Auto: Chinatown caiu de 4,5 estrelas para 3,9.

Como o algoritmo ainda não é 100% confiável, estas análises ainda são questionáveis. No entanto, o código aberto do TrueRatr, que pode ser acessado aqui, permite que desenvolvedores do mundo inteiro colaborem. Além disso, é possível ter acesso a amostras muito maiores de texto que permitirão que a inteligência artificial melhore com o tempo em reconhecer o sarcasmo.

 

FONTE: Ars Technica

ARTIGOS RELACIONADOS

Bill Gates Ditches Windows Phone In Favor Of Android Smartphone

Masters

Segredos poderão ser revelados através de escaneamentos de pirâmides

Felipe Zanelatto

Google Is Trying To Make Android Devices Better

Masters