Como se proteger contra o ransomware WannaCry

Vírus capaz de acessar remotamente os computadores e 'sequestrar' seus arquivos

419

Nesta sexta-feira (12), vários ataques do ransomware WannaCry foram relatados contra empresas na Alemanha, Reino Unido, Espanha, Russia, Brasil e outros países. O ataque explora uma falha do Windows para criptografar todos os arquivos da máquina e pedir um resgate de US$ 300 por computador. Felizmente, existe um patch da Microsoft desde o dia 14 de março que corrige a vulnerabilidade.

O código da atualização de segurança é MS17-010 (KB4012598). Ela protege o computador contra a execução de um código remoto iniciado por meio de uma vulnerabilidade no SMB, o protocolo de compartilhamento de arquivos do Windows. É uma atualização marcada como crítica para todas as versões do Windows a partir do Vista, incluindo as versões de servidores.

Como se proteger contra o WannaCry

Mas também é possível baixar a atualização separada de outras se você preferir. É só entrar neste site da Microsoft, procurar pelo sistema operacional na tabela e clicar na versão. Há patches para Windows Vista, Windows Server 2008, Windows 7, Windows Server 2008 R2, Windows 8.1, Windows Server 2012 e R2, Windows RT 8.1, Windows 10 e Windows Server 2016.

Depois de clicar no link correto para a sua versão do Windows, baixe a atualização para a sua máquina; ela está disponível em 32 e 64 bits. Também há soluções alternativas listadas na página que remediam o problema, como desativar o SMBv1.

Se o ataque já estiver em andamento na sua empresa, há muito pouco o que fazer. a primeira providência é desligar as máquinas e impedir que o ataque chegue a todos os computadores. O ideal é criar uma tecnologia de bloqueio mas não há muito tempo hábil por isso estão desligando, que é o mais rápido. Mas todo o sistema fique fora de operação, o que também é um grande prejuízo, com essa ‘brecha’ na segurança outros vírus podem atacar as maquinas, então instale um ‘bom’ anti-vírus, e se já possui um, faça as atualizações recentes.

 

você pode gostar também Mais do autor